quarta-feira, 30 de maio de 2012





MANIFESTO INAUGURAL
Por: Leandro Savini Fávaro


Todos devem estar se perguntando: o porquê do título “A Casa Do Fábio”... pois é muito simples de se entender o motivo. É na “Casa do Fábio” que as pessoas, não importa de onde viessem, eram acolhidas, é onde todos nós crescemos... onde todos aprenderam coisas boas e os verdadeiros valores da vida, tornaram-se gente de bem, que fizeram daquela casa, um lugar diferente. Foi lá também que, aprendemos a sorrir, muitas vezes gargalhar... e uma única vez, a chorar... quando o Fábio se foi, para não mais retornar.

Para trás restou, somente saudades... muita saudades... restou também, aquela velha casinha, que ficou vazia; tudo apagado, sem vida... sem cor, nem alegria.

Todos se perguntavam, o que seria de todos nós... muitos seguiram seu caminho, solitários, pois o ser principal que nos unia, já não mais existia. Foi quando, numa tarde cinza de outono, em um momento de lucidez e de coragem, somamos força e realizamos uma singela homenagem.

Abrimos as portas e janelas da velha casinha para entrar a luz, tiramos o pó, trocamos as cores, mudamos os móveis... arrumamos tudo, e decidimos que, a partir daquele momento, permaneceríamos unidos, para mudarmos o mundo.

Por último, restou a pequena plaquinha de bronze, esculpida à mão, que foi fixada logo acima do portão, e que denomina “A CASA DO FÁBIO”... local este onde é possível sorrir e brincar, como quando éramos crianças, e assim, podermos, um pouco da imensa saudade afastar.
E com toda a certeza lembrarmos também, que a principal essência do Fábio, esta casinha ainda mantém.









Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog, está lindo !!!
    Fã nº 1 ... huhuhu.

    ResponderExcluir